Diálogo assimétrico na historiografia brasileira: A Nova História entre os anos 1985 e 1994

Thiago Granja Belieiro, Hélio Rebello Cardoso Jr.

Resumo


O artigo mobiliza a noção de diálogo assimétrico para caracterizar a posição da historiografia brasileira na historiografia global. A seguir, analisa o diálogo teórico e metodológico dos historiadores da Universidade de São Paulo com a historiografia francesa da Nova História, investigando características do Programa de Pósgraduação em História como lugar de produção, estudando ainda um conjunto de seis trabalhos defendidos na USP entre 1985 a 1994.


Texto completo:

PDF